sábado, 22 de abril de 2017


A BALEIA AZUL


...Tempo de deixar de olhar o horizonte, 

porque o tempo é agora.

Escancarar a janela 

da parede do “ser” 

e deixar entrar lindo 

e faceiro um raio de luz.


Não a luz moribunda 

de um lampião que agoniza ao longe, 

mas a Luz do cheiro de mato, 

do gorjear de todos os pássaros, 

das canções e girassóis, 

luz do doce afago, 

do carinho entre casais, 

luz da família unida, 

de um lar e não uma casa...


Parte do poema de minha autoria " Uma janela para a vida" No qual cito a importância de um lar. Podemos ressaltar que na estrutura de um lar existe atenção, discussões positivas, esclarecimentos, luz para seguir em frente. Em um lar, pais e filhos dão-se as mãos e não há nada que separe.

  
A baleia azul é apenas uma cor, mas para os filhos sem lar, muitos bichos de todas as cores aparecerão, devido a falta de cor da família. Pais conscientes são insubstituíveis, pois não há cor que cubra o colorido de responsabililidade perante os seres que colocaram no mundo.


Destaco aqui parte de um texto de autoria desconhecida, mas que achei muito interessante...


" Quando falta você (pai ou mãe) seu filho buscará preencher sua ausência com qualquer 'bicho'. Sabe por quê essa geração de filhos não sai do celular, do computador, da internet, do isolamento? Por quê nós os empurramos para esse mundo virtual".


Hora de colorir o mundo dos pequenos, com as cores do carinho, da orientação, da calma e da firmaza, para que eles trilhem os caminhos da vida com nuances das cores do amor!

Elair Cabral






Imagens Google












Um comentário: