segunda-feira, 17 de abril de 2017












Criança da roça


A família acorda cedo

No sítio do Seu Vavá

O galo canta sem medo

Passarinhos no enredo

Dão encanto ao arvoredo

E quem rege é o sabiá



Lá vem o sol poderoso

A iluminar o lugar

Vai o menino garboso

Como um Reizinho audacioso

No seu viver delicioso

Para a vaquinha ordenhar



Depois de o café tomar

Tem que começar a lida

Milho verde vai buscar

Mas, jamais pode deixar

De no açude mergulhar

A dar refresco pra vida



Retorna logo à casinha

E quer pegar os pintinhos

Foge da mamãe galinha

Que parece uma ferinha

Cacareja arrepiadinha

Na defesa dos filhinhos



Hora de as frutas colher

No pomar todo enfeitado

De uvas, limões, pitangas

Jabuticabas laranjas

Lambuza a boca com Mangas

Volta à casa, carregado



Encontra amigos do peito

Sobem lá no pé de jaca

Sempre com muito respeito

Aí não tem outro jeito

O bagunção está feito

Guerra com bosta de vaca



Depois o jogo de bola

No campinho improvisado

A tarde segue pra escola

Onde o encanto deita e rola

Enche de amor a sacola

Num viver poetizado



E assim, caminha a palhoça

Da roda d’água e do mel

Onde a criança da roça

Gira sob a chuva grossa

Conduz cavalo e carroça

Num sublime carrossel

Elair Cabral

Imagens Google
Mensagens e gifs da Teka







Nenhum comentário:

Postar um comentário